Sábado, 21 de Julho de 2007

Carta Aberta III...

 

Não me estava a referir exactamente e apenas só a sexo.
 
Sobre isso já disse que percebo o teu ponto de vista, mas as coisas não podem ser só quando queres ou quando te apetece.
 
Tudo tem o seu tempo.
 
Cada vez noto mais em mim inibições que não tinha antes.
Isso não passa nem se resolve de um dia para o outro, e não passa nem se resolve apenas por se dizer que está tudo bem.
 
O que me deixa em baixo são as situações.  O perceber que tudo aquilo que construímos pode ser constantemente deitado abaixo. Que tudo é muito frágil.
 
O que faz abalar a confiança nas pessoas e uns nos outros, não são os grandes desgostos ou as grandes tragédias, mas sim as pequenas coisas, os pequenos detalhes, porque são também esses que fortalecem as relações.
 
Por isso é que o dificil é voltar-mos a ter a mesma alegria como se fosse a primeira vez.
Podemos até sorrir, mas para os olhos voltarem a não dizer coisas diferentes do que nos vai na alma, temos que dar tempo.
 
 
O tempo é sempre um bom conselheiro, ajuda-nos a perdoar, a recuperar, ás vezes procuramos com o tempo esquecer as coisas menos boas, mas isso o tempo não consegue sarar, porque a ferida está lá, fica sempre uma cicatriz, uma marca.
sinto-me: Pensativo...
música: Equinoxe 4, Jean Michel Jarre
sentido por utopiaxxi às 23:53
link da sensação | sente também | ver comentários (3) | favorito

.Eu

.pesquisar sensações

 

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Novas sensações

. Carta Aberta III...

.Sensações anteriores

. Julho 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.Outras Sensações

.Relógio

.Contador

Free Web Counters
Free Counter
RSS