Domingo, 22 de Julho de 2007

O Sentido da Vida...

Todos nós de uma forma ou de outra procuramos dar um sentido á nossa vida.
Ou melhor procuramos perceber o que é isso de a vida ter sentido...
 
Cada qual refere sempre que á sua maneira é feliz, vive as coisas á sua maneira, mas no fundo no final, no final vamos sempre chegar ao mesmo caminho.
O caminho que nos leva ás relações e ao amor.
 
A nossa vida, a de todos e a de cada um, só faz verdadeiramente sentido quando se ama.
sinto-me: Confiante
música: Se te amo, Quinta do Bill
sentido por utopiaxxi às 23:03
link da sensação | sente também | favorito
Sábado, 21 de Julho de 2007

Carta Aberta III...

 

Não me estava a referir exactamente e apenas só a sexo.
 
Sobre isso já disse que percebo o teu ponto de vista, mas as coisas não podem ser só quando queres ou quando te apetece.
 
Tudo tem o seu tempo.
 
Cada vez noto mais em mim inibições que não tinha antes.
Isso não passa nem se resolve de um dia para o outro, e não passa nem se resolve apenas por se dizer que está tudo bem.
 
O que me deixa em baixo são as situações.  O perceber que tudo aquilo que construímos pode ser constantemente deitado abaixo. Que tudo é muito frágil.
 
O que faz abalar a confiança nas pessoas e uns nos outros, não são os grandes desgostos ou as grandes tragédias, mas sim as pequenas coisas, os pequenos detalhes, porque são também esses que fortalecem as relações.
 
Por isso é que o dificil é voltar-mos a ter a mesma alegria como se fosse a primeira vez.
Podemos até sorrir, mas para os olhos voltarem a não dizer coisas diferentes do que nos vai na alma, temos que dar tempo.
 
 
O tempo é sempre um bom conselheiro, ajuda-nos a perdoar, a recuperar, ás vezes procuramos com o tempo esquecer as coisas menos boas, mas isso o tempo não consegue sarar, porque a ferida está lá, fica sempre uma cicatriz, uma marca.
sinto-me: Pensativo...
música: Equinoxe 4, Jean Michel Jarre
sentido por utopiaxxi às 23:53
link da sensação | sente também | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 12 de Julho de 2007

Noite Escura...

 

Disseste o que pressinto e não queria ouvir
A brincar, mas disseste
 
Tão somente que se não estivesses comigo, estarias com outro
 
No caso não são sinais
São presságios do tempo
São versos camonianos
São a mudança do tempo
Nuvens no horizonte
 
Uma vez sinto-me frágil
Incapaz
Mesmo depois destes anos de lidar com a mudança
Com a dúvida
 
Incapaz
De cerrar fileiras e pôr trancas no meu castelo
Incapaz
De resistir no meu castelo de cartas
Ao primeiro sopro, desmorona-se
 
Se calhar o meu problema é ser D. Quixote
E lutar contra moinhos de vento
Sinto que chegou o render da guarda
sinto-me: Sem defesas...
música: Boa Sorte, Vanessa da Mata & Ben Harper
sentido por utopiaxxi às 13:49
link da sensação | sente também | ver comentários (8) | favorito
Quarta-feira, 11 de Julho de 2007

Triste...

 

Não é possível deixar de escrever ao escutar o Palma...
A melancolia ataca-nos rapidamente e dela não conseguimos escapar...
 
Escutar as cantigas do Palma, estrela do mar, gaivota do alteirinho...
É tão bom ver-te voar...gaivota...
 
Ser gaivota e voar, voar, voar
Para longe daqui e estar só no meu mundo,
Com os meus pensamentos,
Só.
 
Apenas eu, gaivota, voar, voar, voar...
sinto-me: Triste...
música: Gaivota do Alteirinhos, Jorge Palma
tags: , ,
sentido por utopiaxxi às 20:15
link da sensação | sente também | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

Caminhos...

 

Ás vezes faço como tu
Ponho-me a pensar
Como teria sido
Se tivesse seguido aquele caminho
Se tivesse dado aquele beijo
Se tivesse ido atrás daquele suspiro
Do desejo instantâneo de uma noite
 
É claro que tens saudades
Todos temos saudades
 
Mas depois tudo volta ao normal
Enfrento a realidade
A realidade em que te sinto
Em que existes
Em que te olho nos olhos
Em que pouco mais importa
A não ser o teu sorriso
E o teu corpo
 
És tu quem me complementa
És tu quem escolhi
 
És tu quem amo
Sinto-me feliz por isso
sinto-me: Que tenho a flor verdadeira
música: O Namoro, Sérgio Godinho
sentido por utopiaxxi às 23:54
link da sensação | sente também | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 8 de Julho de 2007

La Femme Fatale...

 

Talvez não te apercebas
O teu jeito de mulher fatal anda pelas redondezas
 
Ás vezes ponho-me a olhar para ti, a admirar-te
Apenas penso em começar tudo outra vez
Tudo de novo
 
Agora és muito mais sedutora
Sem dares conta, sempre que te preparas seduzes-me
Ás vezes quando te preparas, apetece-me ser galã
Clark Gable
 
Marcar um encontro secreto, um dia qualquer
Uma noite qualquer
Um jantar, velas, nós dois
Na conquista dos sentidos
Oferecer-te o meu castelo
 
Conquistar-te como se fosse a primeira vez.
E depois, depois de já ter delineado as curvas do teu corpo
Os seios salientes, os olhos penetrantes
O cabelo apanhado, as argolas, 
Estás pronta para dançar um flamenco numa arena sevilhana
 
Como se já não bastasse o suplício a que me submetes
Quando dou por ti
Jogas um cigarro á boca,
Naquele dia, mesmo a teu lado, ou quase a teu lado, passei a noite a olhar para ti
Não conseguia desviar o olhar
Não me perguntes porquê, mas a forma como o fazes, tem um lado sedutor que me fascina, Que me atrai
Que me enche de desejo
Que me faz pensar que te quero mesmo ali
sinto-me: Deixas-me com água na boca...
música: Feiticeira, Sérgio Godinho
Sábado, 7 de Julho de 2007

Carta Aberta II...

 
Não estás a perceber pois não?
Não és um namoro de fim de semana ou um "objecto" para matar saudades.
 
Não te vou maçar muito.
Em tudo na vida, fazemos cedências uns aos outros.
Construir um novo mundo, uma nova vida, noutro sítio, noutro lugar.
 
O amor é sobretudo compreensão, entreajuda, apoio.
 
Nalgumas coisas queremos ir depressa demais.
Como se tivéssemos que provar aos outros que somos capazes.
 
Também é verdade que o tempo passa e vai-nos deixando sinais preocupantes.
Umas rugas, a barba a começar a ficar branca.
E começamos a pensar que nunca vamos conseguir.
 
A compreensão, o carinho, a partilha, são valores garantes de uma relação.
Tem sido na partilha que tenho falhado, apenas porque estou distante.
Partilha do dia-a-dia, do momento, das dúvidas, dos anseios, do diálogo.
 
Ás vezes perguntamo-nos se gostamos mesmo muito, como se tivéssemos uma régua e pudessemos medir o que é muito ou pouco.
A resposta que sempre dou, parece-me a mais óbvia e a que para mim continua a fazer mais sentido, respondo eu, que gosto o suficiente para não andar com mais ninguém enquanto andar contigo.
 
Por isso é que digo que é dificil separar-mos a amizade, daquilo que é algo mais.
Muitas vezes, para não dizer sempre...quando as pessoas se dão bem, mesmo que não estejam juntas, é normal que surja uma atracção física.
A amizade entre homem e mulher, mais cedo ou mais tarde acaba em relação, um abraço aqui, um beijo ali, uma carícia e se ambos estiverem nalgum momento mais frágil, acaba no sitio horizontal...
 
 
Ás vezes encontramos pessoas e mesmo não tendo nada com elas, pomo-nos a pensar como teria sido com aquela pessoa, como teria sido se tivéssesmos seguido aquele caminho.
 
Com o tempo vamos percebendo que o melhor nas relações é sermos naturais, sermos como somos e não sermos algo apenas para agradar.
Sermos nós próprios.
 
É isso que eu procuro ser.
Ser eu e não ser outro.

 

sinto-me: Com saudades...
música: Encosta-te a mim, Jorge Palma
sentido por utopiaxxi às 23:00
link da sensação | sente também | favorito

.Eu

.pesquisar sensações

 

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Novas sensações

. ...Três pontos e um de Ex...

. Na tua sombra...

. Pétalas...

. Sindroma...

. Carta Aberta IV...

. A Distância...

. O sentido...

. Observações do Quotidiano...

. O Desejo...

. O sentimento de posse...

.Sensações anteriores

. Julho 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.Outras Sensações

.Relógio

.Contador

Free Web Counters
Free Counter
RSS